segunda-feira, 26 de outubro de 2009

TV deixa de ser item mais importante entre os jovens



Deu na coluna "Outro Canal" da Folha de São Paulo: "TV deixa de ser item mais importante entre os jovens".

Segundo a matéria, a televisão, que é o eletrodoméstico de maior penetração no país, "já não é considerado o item mais importante do dia a dia para a população jovem (de até 34 anos), segundo resultado de pesquisa feita pelo Ibope sobre hábitos de consumo de meios de comunicação".

Segundo a matéria, "Para a faixa etária de dez a 17 anos,o computador com acesso a internet é o aparelho mais relevante (com 82% no ranking de prioridade), seguido pela TV (65%) e telefone celular (60%).

Dos 18 aos 24 nos, o líder do ranking passa a ser o telefone celular (78%), com computador ligado à rede (72%) e TV (69%) em sequência, o que tem pequenas diferenças em relação ao próximo grupo, dos 25 aos 34: celular (81%), TV (73%) e computador (65%)".

Ainda de acordo com o texto, "Na média geral da população, a TV fica na liderança da pesquisa, com 77% de preferência".

Mais detalhes você acessa aqui, apenas para assinantes.

Esta matéria é importante para que possamos perceber a importância cada vez maior dos meios informacionais como instrumentos que ajudam a formar a cabeça dos jovens.

A boa notícia é a queda da influência da televisão na população. A tv é um meio de comunicação que estimula uma atitude passiva das pessoas, além da informação ser fortemente monopolizada por poucos grupos. Outras pesquisas apontam para uma pequena mas contínua queda de audiência da televisão entre o jovens.

A internet, por ser mais interativa e plural, tende a atrair mais a atenção das pessoas.

Ruim para os grandes grupos de comunicação, a exemplo da Rede Globo, que perdem audiência, influência (e perderão anunciantes).

Bom para a sociedade que busca mais interatividade e pluralismo!